Cozinhando a dois

Que tal aprender a fazer pratos práticos com ar sofisticado para surpreender a visita? Aqui você vai saber também como preparar o ambiente, montar uma mesa incrível e saber escolher uma boa música para cada ocasião. Tudo para fazer do momento ainda mais especial!

8
dez

Hoje o Cozinhando a Dois conta a história do Bellini. Um drink veneziano que conquistou o mundo a partir dos anos 30!

A história do Bellini

Os verões entre as décadas de 30 e 40 foram inesquecíveis para quem morava próximo ao Harry’s Bar, em Veneza, Itália, um dos bares mais famosos do mundo.

Receita original de bellini

Harry’s Bar de Veneza

Obs: Não confunda com o Harry’s New York Bar da França, que é 20 anos mais velho (fundado em 1.911) que possui coquetéis que entraram para a história. 

O Bellini foi criado no épico bar italiano, pelo bartender e fundador Giuseppe Cipriani, que homenageou o famoso pintor renascentista Giovanni Bellini, considerado um renovador do estilo veneziano, por causa da cor do coquetel que é semelhante às que usava em seus quadros.

criador do drink bellini

Giuseppe Cipriani em frente ao Harry’s Bar

O coquetel originalmente feito somente no verão, pois era a época da safra do pêssego. Quando passaram a congelar a polpa do pêssego, sem perder muitas das características da fruta fresca, o coquetel pode enfim ser apreciado nas baixas temperaturas do continente europeu.

Até hoje o Bellini é feito seguindo as dicas de Cipriani e Graham Henry, tornando o coquetel quase inalterado desde a sua criação. Uma das poucas mudanças foi a troca do copo Long Drink por taça Flute.

Receita original de Bellini

INGREDIENTES

  • 1 parte de suco de pêssego (preferencialmente um suco natural ou polpa)
  • 3 partes de espumante

MODO DE PREPARO

Coloque uma taça Flute para gelar. Assim que estiver gelada, coloque o suco de pêssego na taça de champanhe e complete com prosecco. Sempre lembrando que as medidas são, 3 partes de espumante, para uma parte de suco de pêssego.

drink bellini

Fácil né?

Bellini pronto para consumo

E foi lá mesmo, nos arredores de Veneza, que a família Canella decidiu engarrafar a bebida como forma de tornar mais fácil seu consumo. Para manter a receita original, a vinícola também cultiva os próprios pêssegos.

A proposta chegou ao Brasil e virou a nova moda nos casamentos. Se você quer abrir mão de fazer o seu próprio Bellini, a versão é uma boa opção para o fim de tarde ou para receber convidados, sem errar na dose. As garrafas são vendidas em dois tamanhos: 750 ml (R$ 85) e 200 ml (R$ 27,50).

bellini

Até a próxima receita!

Victor

Tags: drink Bellini, Harry's Bar Veneza, história do coquetel Bellini, receita do drink Bellini,

1
dez

Já faz muitos anos que a combinação de azeite com manjericão faz sucesso entre os amantes da boa gastronomia. De origem italiana, o molho pesto é um prato fácil, prático e muito saboroso.

Umas das grandes vantagens do molho é a sua versatilidade. Isso porque ele pode ser servido em massas, carnes, peixes, torradas, saladas, canapés ou dar um toque especial aos sanduíches.

carne com pesto

Frango com molho Pesto

Pensando nisso, hoje o Cozinhando a Dois conta a história desse molho pra vocês, e ensina essa receita fácil de fazer e com sabor incrível!

A origem do molho pesto

Feito de azeite extra virgem, manjericão, pinoli, queijo pecorino e parmesão, sal e alho, o molho pesto tem origem na cidade de Gênova, na Itália. Devido ao clima favorável, a região possui uma incrível variedade de ervas e outros alimentos. E é lá que se encontra o manjericão mais aromático e saboroso do mundo.

origem do molho pesto

Gênova – Itália

O 1º registro do molho que se tem notícia vem da “Cuciniera Genovese”, um dos escritos dos irmãos Ratto. Originalmente, o manjericão era macerado em um pilão — tradição que resiste até hoje em Ligúria.  A palavra pesto tem origem no verbo italiano “pestare” que quer dizer macerar.

origem do pesto

Cuciniera Genovese

A cidade italiana tem tanto orgulho do seu pesto que todas as famílias possuem uma receita própria. No entanto, doses generosas de azeite extra virgem, manjericão fresco e um pilão para moer tudo são itens obrigatórios em qualquer preparação legítima.

O modo de preparo original

Há uma explicação para o uso do pilão em receitas tradicionais: o objeto, com o movimento rotatório das mãos, fazem com as folhas do manjericão se rasguem e acentuem o seu sabor.

molho pesto no pilão

Originalmente, era colocado o alho e o sal grosso na base do pilão — importantes ingredientes para evitar a oxidação das folhas da planta. Em seguida, acrescentava-se aos poucos o manjericão (folhas lavadas e secas) até obter uma pasta homogênea.

Os queijos parmesão e pecorino vinham logo depois e, por último, o molho recebia doses de azeite. A tradição ainda persiste em casas mais tradicionais.

o preparo do molho pesto

No entanto, principalmente aqui no Brasil, as pessoas se renderam à facilidade do liquidificador. Não há problema em usar o instrumento. Porém, se você quer fazer um molho legítimo, é importante ficar atento: o liquidificador, além de possuir lâminas de aço, emite calor; o que poderá aquecer o manjericão e oxidá-lo.

A boa notícia, contudo, é que você não precisa abrir mão da praticidade. Uma dica é usar o aparelho na velocidade mínima e fazer pequenas pausas para evitar o aquecimento.

Ingredientes:

ingredientes para o molho pesto

01 – Sal a gosto;

02 – 1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado;

03 – 1 ½ xícara (chá) de azeite;

04 – 2 dentes de alho;

05 – ½ xícara (chá) de pinoli (pode substituir por nozes);

06 – 2 xícaras (chá) de manjericão fresco;

07 – Pimenta do reino (não está na receita original, mas é uma boa dica)

Modo de preparo:

No pilão

Coloque sal e, logo em seguida, o manjericão. Amasse as folhas até criar uma pasta homogênea e acrescente os outros ingredientes. Deixe o azeite por último.

No liquidificador

Coloque todos os ingredientes, exceto o azeite. Este deve ser incorporado aos poucos até que o molho fique na textura desejada. Não se esqueça de dar pequenas pausas no liquidificador para evitar o aquecimento.

Depois de pronto, basta cozinhar a massa de sua preferência, misturar o molho e você terá feito um prato digno de MasterChef!!!

receita de molho pesto

Como dito anteriormente, o molho pronto pode ser servido sobre uma carne, salada e até um hambúrguer!

Caso queira conservá-la, não se esqueça de cobri-la com um pouco mais de azeite para manter o sabor original. Bem armazenada, ele dura cerca de 10 dias na geladeira, e congelado, cerca de 20 a 30 dias.

Pronto, já temos uma receita para testar nesse final de semana!!!

Até a próxima…

Victor

 

Fonte: Blog Verde Louro

Tags: dica de molho pesto, molho pesto, receita da semana, receita de pesto,

29
nov

O guardanapo de tecido é muito comum em ocasiões mais formais. Ele pode ser também uma alternativa para quem gosta de receber com toque de sofisticação e aconchego.

A forma como os guardanapos são dispostos na mesa remetem ao capricho do anfitrião e podem ser verdadeiras obras de arte. É que hoje existem diversas formas de dobras deste artigo que compõem a decoração, deixando a mesa posta chique ou divertida. Alguns acessórios como argolas, podem também te ajudar e dar um charme na arrumação.

Aprenda com o Cozinhando a Dois algumas dobras  de guardanapo que vão fazer sucesso na sua recepção:

Canudo

É o mais tradicional. Basta dobrar o guardanapo em quatro e depois enrolar, finalizando com um belo porta guardanapo de argola.

maneiras de dobras guardanapoDSC_1819

Leque

Este é bem fácil e “classudo” rsrsrs.. Você pode ainda fazer com dois guardanapos diferentes para brincar com cores, fica bem interessante, além de dar uma cor contrastante e não deixar o avesso aparecendo.

Basta dobrar o guardanapo na diagonal…

maneiras de dobras guardanapo

Depois dobrar as duas pontas para cima …

DSC_1799

Virar ao contrário, e amassar o meio para passar pela argola.

DSC_1803

Pronto!

DSC_1794

Cone

Outro que fica com ar sofisticado e é bem simples de fazer é o cone. Dobre o guardanapo em quatro…

maneiras de dobras guardanapo

E enrole como um cone de sorvete!

DSC_1808

Prenda bem com um belo porta guardanapo, para arrematar e não deixar desenrolar.DSC_1806

Laço

Para uma mesa divertida, esse tipo laço abaixo funciona muito bem.

Começa com o guardanapo dobrado em quatro.

maneiras de dobras guardanapo

Torça as extremidades como em um papel de bala.

DSC_1790

E coloque a argola bem no meio, para fazer o “nó” do laço.

DSC_1788

Envelope

Essa última é boa para serviço à americana, porque os talheres já ficam organizados dentro dos guardanapos. Ou para refeições mais informais também.

É quase uma dobradura. Coloque-o dobrado em quatro com as pontas soltas para cima.

maneiras de dobras guardanapo

Dobre metade das pontas para baixo como na foto.

maneiras de dobras guardanapo

Vire do avesso.

DSC_1834

Vire as pontas para o centro, uma de cada vez.

DSC_1833DSC_1832

Desvire e vai ficar assim:

DSC_1831

Arremate com uma argola bonita e preencha o bolso que se formou com os talheres. Está completo.

maneiras de dobras guardanapo

Espero que tenham gostado! Bjos e até a próxima 😉

Tay

 

Tags: decoração, dobradura de tecido, dobrar guarnadapo, guardanapo de tecido, mesa posta,

18
nov

Quem nunca foi recebido na casa de um amigo ou parente com aquele cafezinho esperto? O cheirinho é inconfundível e também tem o seu charme. Mas você já pensou que servir a bebida mais querida do Brasil, pode ser ainda mais divertido e surpreendente? Pensando nisso o Casei traz no Cozinhando a Dois, um jeito especial para você servir o café para suas visitas. São os cafés decorados.

No primeiro momento, quando vamos numa cafeteria e vem aquele café todo elaborado com desenhos, mal acreditamos que conseguimos reproduzir em casa né. Mas olha, não tem dificuldade alguma, é mais uma questão de capricho do que de técnica.

Prepare a bebida

Depois de fazer seu café expresso é preciso criar aquela espuminha branca. Para isso vaporize o leite na máquina do expresso, ou se você não tiver uma pode utilizar um batedor. E com uma colher coloque o leite aerado na xícara.

Um toque de carinho

Para fazer os desenhos, o jeito mais fácil é usar os moldes, conhecidos como stencil. Você também pode criar o seu próprio molde com tampa de margarina ou até papel. É só desenhar e recortar com estilete no formato que desejar. Você pode ainda escrever frases.

Depois de montado o café com a espuminha, leite aerado, posicione o molde sobre a xícara de café e polvilhe canela por cima e está pronto. Você pode usar ainda cacau, chocolate em pó, café, o que preferir. É um processo simples e divertido de fazer.

Se inspire!

Veja alguns cafés decorados que encontramos para você fazer o seu.

Viu só como não tem mistério. Aposto que sua visita vai achar que você fez até curso de barista quando você apresentar um café decorado.

bjo

 

Tags: café, café com canela, café decorado, café gourmet, café personalizado,