13
jun

Lisboa: locais que merecem sua visita

Oie gente!

Agora já em terras brasileiras, continuaremos com a sequencia de post falando sobre nossa Eurotrip, que começou em Lisboa. Na última matéria do #Embarqueimeditado, falei sobre as primeiras impressões de Lisboa, uma cidade incrível que tem muito a oferecer para os viajantes. Se você perdeu, clique aqui!

Hoje, continuamos com as impressões e alguns locais imperdíveis por lá. O nosso city tour foi feito com carro então definimos os locais que gostaríamos de conhecer. Mas lá, dá para fazer o passeio em ônibus turísticos que possuem uma rota específica e você pode subir e descer no ponto que achar interessante. Ou até mesmo tuk tuk. A febre dos triciclos motorizados já invadiu Lisboa e é uma opção para os turistas conhecer a cidade.

Nossa primeira parada foi no:

Parque Eduardo VII ou Parque do Alto

Nessa vista é possível ver a cidade de Lisboa.

Vista do Parque Eduardo VII.

Este parque, construído em 1903 foi nomeado em homenagem ao rei Eduardo VII de Inglaterra que teria viajado a Lisboa num gesto de aproximação da firme aliança entre estes dois países. No topo do parque poderá encontrar um bonito mirante com uma grande bandeira portuguesa hasteada (não aparece na foto) que recorda aos locais, a cada dia, o orgulho em ser português.

Memorial Dom Pedro I

Estátua de D. Pedro I, localizada na Praça do Rossio em frente ao Teatro Nacional

Bairro de Alfama

Vista do bairro Alfama e dos transatlânticos ancorados do Porto de Lisboa.

Alfama é um dos bairros mais genuínos e antigos da cidade de Lisboa, a sua arquitetura apresenta características peculiares de prédios antigos e coloridos que lhe conferem um caráter de alegria e tranquilidade. Data desde o domínio dos mouros na Península Ibérica, do século VIII ao XI. O nome em si vem do árabe e suas ruelas remontam às de uma vila medieval.

Lisboa, que sofreu muito com um forte terremoto em 1755, foi bastante danificada e reconstruída à época, mas as casas do bairro de Alfama resistiram. Hoje, as estreitas ruas são famosas não apenas pelo antigo casario que resistiu ao tempo, mas pelos seus ótimos restaurantes, apresentações de fado, intensa vida noturna e vistas espetaculares de toda a cidade. Passear pelo bairro de Alfama é um convite para perder-se entre ruelas extremamente encantadoras.

Mirante Nossa Senhora do Monte

Vista incrível de um dos pontos mais altos de Lisboa.

Lisboa é uma cidade famosa por seus miradouros, assim são conhecidos os mirantes lá em Portugal. Esse da foto, o Nossa Senhora do Monte proporciona uma vista incrível da cidade de Lisboa e já foi um dos segredinhos da capital, já que o seu acesso não é dos mais fáceis.

Mas, os tuk-tuks (triciclos motorizados famosos lá na Tailândia) acabaram com a tranquilidade desse mirante que pode ficar lotado em alta temporada. Tivemos sorte, o dia estava lindo e o ambiente super tranquilo, com direito a violino. Inesquecível!

Em sua fantástica vista, é possível localizar o centro histórico, o Castelo de São Jorge, a Ponte 25 de Abril e a margem sul do Tejo, por exemplo.

Pastel de Belém

A primeira coisa que eu posso falar… ele não é famoso a toa! O mais tradicional doce português, encontrado exclusivamente em sua única doceria no bairro de Belém em Lisboa data do Século XIX.

Conheça a história do Pastel de Belém

No início do Século XIX, em Belém, junto ao Mosteiro dos Jerónimos, laborava uma refinação de cana-de-açúcar associada a um pequeno local de comércio variado. Como consequência da revolução Liberal ocorrida em 1820, são em 1834 encerrados todos os conventos e mosteiros de Portugal, expulsando o clero e os trabalhadores.

Numa tentativa de sobrevivência, alguém do Mosteiro põe à venda nessa loja uns doces pastéis, rapidamente designados por “Pastéis de Belém”.

Na época, a zona de Belém era distante da cidade de Lisboa e o percurso era assegurado por barcos de vapor. No entanto, a imponência do Mosteiro dos Jerónimos e da Torre de Belém, atraía os visitantes que depressa se habituaram a saborear os deliciosos pastéis originários do Mosteiro.

Em 1837, inicia-se o fabrico dos “Pastéis de Belém”, em instalações anexas à refinação, segundo a antiga “receita secreta”, oriunda do Mosteiro. Transmitida e exclusivamente conhecida pelos mestres pasteleiros que os fabricam artesanalmente, na “Oficina do Segredo”. Esta receita mantém-se igual até aos dias de hoje.

De fato, a única verdadeira fábrica dos “Pastéis de Belém” consegue, através de uma criteriosa escolha de ingredientes, proporcionar hoje o paladar da antiga doçaria portuguesa.

Receita de séculos que preserva o sabor da iguaria portuguesa mais famosa: Pastel de Belém.

Receita de séculos que preserva o sabor da iguaria portuguesa mais famosa: Pastel de Belém.

Quer provar essa iguaria? Prepare-se! Tem fila o dia inteiro. Mas vale muito a pena. Recomendamos!

Na quinta-feira continuaremos nosso city-tour por Lisboa e chegaremos a outras cidades próximas que valem a pena serem visitadas!